Discussão e Notícias

Vast use of Garcinia Cambogia in Portugal

Portal Ateu - Fri, 02/27/2015 - 03:15

Among many European countries, Portugal has its reputation for being one of the most beautiful countries in its neighborhood. It offers beautiful sea shores and beaches to its visitors as well as to its inhibitors. The countries that have beautiful sea beaches to offer, they usually lure people to hang out without care. On sea beaches, most of the people prefer to wear fewer clothes and feel the amazement of freedom. Having unwanted fat or more precisely, being overweight can spoil the ambience of being free and relaxed. For the purpose of reduction of weight, Portugal has turned to use Garcinia Cambogia. Vous pouvez lire les impacts de Pure Cambogia Ultra sur ce lien.

A list of advantages offered by Garcinia Cambogia:

For quite some a time, Garcinia Cambogia has created a buzz around the world for its power to reduce the weight. Those who have not used it till now, have expressed their suspicion. The effects have been proved with the large number of benefitted consumers across the ocean. There are a lot of things that Garcinia Cambogia does to the body of a consumer and those things are still left in obscurity. Let us begin with the beginning. Garcinia Cambogia is a kind of fruit widely available in the southern part of south Asia. Some says that it falls in the family tamarind and some says that it falls into the category of papaya. There is no need to pay heed to the controversy. The most important thing is to learn more about it. This fruit is known as Malabar Tamarind in most of the south Asian nations. The things that must be known to all are charted down below with details:

  • It contains a large amount of hydroxycitric acid or HCA around its rind
  • It works as a appetite suppressant
  • It puts a brake to the fat mechanism in consumer’s body
  • It keeps in check the level of cholesterol
  • It controls the level of sugar in the body of a consumer
  • It regulates the blood pressure
  • It increases the amount of serotonin hormone which increases the rate of metabolism
  • It blocks an enzyme called Citrate lyase from secretion

Quick and better results provided by Garcinia Cambogia:

Those are the main functions of Garcinia Cambogia. When those above mentioned factors are maintained with care, the outcome has to be an effective one. This fruit has it all that are necessary for the weight loss mission. Ever since the time, almost 20 years ago, the effectiveness of this fruit had been discovered by the scientists, many scientific researches have been conducted to deliver a more convincing result. Though many organizations and companies have taken up the responsibilities to create such products that are effective for consumers across the world, still for a better and quick result it is better to take this fruit directly.

Discovery and impact of Garcinia Cambogia in Portugal:

In the late 1960’s, the sweet tropical, pumpkin shaped fruit came to the knowledge of scientists. The acid and other chemical ingredients it contains are highly effective for the patients who are suffering from the problem of obesity and from the problems of high sugar, high blood pressure along. In the country of Portugal, Pure Life Cleanse fonctionne très bien. And for that reason, people in Portugal, face difficulties in using this fruit. To deal with this problem, some organizers have taken the step to create products that are helpful for overweight people. Portugal is a country where fashion has found its ground to grow.

Sum up:

In a country like Portugal, people will definitely love to stay slimmer and fit. And for that, there is no perfect thing other than, Garcinia Cambogia. There are so many weight loss supplements in the market, that claim the best work but this fruit stands vividly the best among other of its kind.

 

 

 

Atheists in Portugal is turning to use True Cambogia and Gedumoxin to keep with a fit body

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 09:26

Atheists are all over the world these days; they are far away from the common belief of the existence of God. Like other countries in the world, there is one nation that has no less a number of atheists in their community. That nation is Portugal. Portuguese have a great number of atheists among them. For atheists do not have faith in the existence of God and other supernatural things, and prove the non existence of God, atheist work hard and they are always up to proving that whatever happens and we achieve is just because our hard works. In this situation, they find no time to look after themselves well and what happens is that they end up having a bad physique. Get you supply of True Cambogia at http://abspecker.com

Solution to stay fit is found in True Cambogia and Gedumoxin:

A bad physique sends an image to our thought about a fat and diseased body. To gain back the original frame of the body, atheist sometimes go through the painful and time consuming processes such as attending gym classes on a regular basis or practicing yoga, or for even worse they leave their original and normal food habit. All of them end up eventually having nothing but a stressed and week body. Why should an atheist go through such a painful phase in his life? Try out True Cambogia and Gedumoxin on a daily basis and you will be benefitted instantly. Erfahren Sie mehr darüber, wie gedumoxin Werke auf diesen Seiten

Impact of True Cambogia:

True Cambogia is newly launched product in the international market. After facing a good many controversies over the effect it is capable of providing, this product has finally succeeded to prove itself to the utter discomfiture of its critics. The first thing everyone must know is that it is made of Garcinia Cambogia which is a fruit found in a large amount in the southern part of Asia. Commonly it is known as Malabar Tamarind. True Cambogia provides hydroxycitric acid to the body of its consumers. The acids helps serotonin secretion from the brain and this causes the metabolism rate to increase. When metabolism rate is high, it melts the fat away from the body. Along with weight reduction, this product kills the desire for having food now and then. This whole process eventually leads the consumers to have a good and sound physique and help them to retain with that.

Gedumoxin effect:

Gedumoxin is quite popular in the land of Portugal. This chemically improved product is a combination of six ingredients. And they are, Acai berries, White tea extract, Spirulina, Biotin Biotin, chlorella, Ning hong tea. Each one has a direct effect on the body of the consumers and when they are mixed together, they become able to deliver a more perfect result. Not only is it effective for weight reduction rather it causes the consumers to have a sound sleep at nights. Sleeping well at nights has a good impact on both of the mind and body. And consumers feel relaxed and good on waking up in the morning.

Sum up:

Atheists in Portugal are taking both of the solutions for the reduction of obesity or more specifically to stay fit. On turning to taking these unique products, they now are able to do more works on their own.

Working towards a healthier society by taking up healthier habits

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:50

The need for a healthy society

In today’s world, the need for a healthier lifestyle and a healthy society is very much. People are becoming more and more carrier oriented and materialistic. So, the presence of true values are lacking in our society. There should be more belief in God and the god deed and the harmful practices like smoking, consumption of alcohol, having a harmful lifestyle should be stopped and more time should be spend on making the society a better place. The atheists do some awesome job in making the world a better place to live in and removing the harmful practices. Their logic is simple, to improve the lifestyle for a better future.

The role of the atheists in building a better society

The role of the atheists is very significant in building a better society. They do believe in the existence of God and do stay healthy, thus setting examples for other people to follow and in this way they help to build a healthier and better society. But in this way, they mainly get very little or no time to take care of themselves and maintain a healthy routine. But they need to stay healthy and active to continue their work in making a better society. So, for staying fit, they do not get time for doing workouts and try out the physical methods of staying fit. They have to depend on the methods like healthy food supplements to reduce weight and stay fit and healthy. Now, getting food supplements which will have no side effects is very difficult. So, they have to undertake the methods like HCG diet and healthier food to maintain body fitness. The HCG diets include the intake of HCG shots for reducing apatite, thus burning of excess fat and lose weight. Apart from taking up of the HCG diet, they also take up some healthy habits like taking green coffee in place of other beverages, quitting smoking and drinking, taking more of green vegetables and salads for maintaining of a healthy diet. Suchen Sie eine Gut Diät ? Bitte besuchen Sie hcg-schlank.com.

These qualities do make them good examples to the society and they inspire people to take up those habits and lead a healthy life style like them. Most of the atheists who take up the HCG diet and other healthy food supplements usually follow a common style. They use all the natural methods and objects which have a less side effect. For the food supplements also they follow technique. They prefer the natural food supplements.

Talking about the life style of the atheists, they generally do not smoke or take alcohol. But, even if they do, they quit it for taking up healthier methods like over te schakelen naar e cigaret as they do not cause harm to the body and also healthier than the general ones. So, this shows their need to stay healthy and work for a better society. Anyways, most of them spend a lot of time in praying to God and do not practice smoking or drinking.

Atheists making fortunes online

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:50

‘Atheism’ is broadly a belief system that fosters not the disbelief in religions of any sort, but questions the existence of any deities. Atheists do not identify themselves with any religion and remain religiously unaffiliated. With more and more, young people abandoning their faiths and becoming atheists, some of them are also beginning to make money out of this new belief system. And by making money we do not mean selling atheist books and goodies to pedestrians, but big money like big businesses do.

The various wings of the same belief

There are many schools of thought to atheism. But the central idea remains that when we question, reason and need validations to everything, be it education, politics or science, then why should religion go unquestioned, it being such a strong driving force to the very existence of humanity, as suggested by most religions. The Internet has given atheists, agnostics, skeptics, the people who like to destroy beliefs, the almost equal access to your kids as your youth pastor and you have. This space that atheists have received to share their disbelief has led to skepticism among youngsters.

Role of technology and internet in the spread

The internet being the most widely used media of the era, and a platform whose presence is now felt in all walks of life and the existence of human kind, is also being used by these young and confident atheists to make a living. From selling books and tickets, to creating communities and blogs, young atheists are doing a variety of things. Such confident youngsters, calling themselves ‘atheists’, have for long tried to mark their presence on the internet, buy creating atheists podcasts, blogs and videos, and all this just to stoke the coal of rationality from going cold, but the most awe-creating testimony to the above said would be Trevor McKendrick’s example. This California based atheist, earlier a Mormon, is making millions by creating a Spanish Bible iPhone app. The inferior quality of previous apps like these, which were rated well despite their low performance is what rung the bells for McKendrick, and he could envision a new start-up. The turnover soared higher when an audio version of the app was released a few months later. Online werken vanaf elke locatie .

“It’s a joke because we don’t believe in Christianity and we don’t believe in the Bible. … I would describe myself as an atheist,” says McKendrick. Although McKendrick’s objectives are purely profit driven, yet he can’t avoid the iota of guilt that he feels when people write mails to him seeking prayer and religious guidance, thinking of him to a priest. “I got emails from people asking me to pray for their son because he has cancer, or asking me to interpret Bible verses because not everyone realizes that we are a business so they think that I am a pastor or a priest or whatever,” McKendrick said. “If you are emailing a maker of an app to get help for your son, you are probably not in a great spot. So trading that for profit weighs on me a little bit.”

 

How Treppenlifte are proving to be a boon to atheists

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:49

If you are one of the many God-loving people who have taken a stand never to lay your hands on anything that has been invention by the world of science, you will be mighty surprised to find out how regular church goers are embracing the concept of Treppenlifte that has brought health and swiftness back to their lives again. People over the age of 70, who spend most of their free time reading the bible, cooped up in their rooms are fast developing diseases like arthritis which makes it extremely painful top travel down shafts of stairs in order to step outside their homes. This is where Treppenlifte come into use and prevents them from becoming those sort of people who become confined their homes in their old age.

Be independent

If you have led an independent life all your life, there is no need for you to become dependent on others in your old age. Are you proud that you have not missed a Sunday of visiting the church? Do you want to start missing now just because you are afraid of climbing down a few stairs? When you have Treppenlifte in your life, you do not have to worry about your health any longer. Be in control of your own sickness and health by investing in Treppenlifte. Studies show that the reason behind Treppenlifte being so popular among people who are strern believers of atheism is because this is an instrument that lets you take the reins of your life into your hands. If the saying “God helps those who help themselves” be believed, it should also be believed that man, no matter how old he grows, should not bow down in front of other man for help.

Be comfortable

No God would wish pain or suffering upon His subject, hence every time you strain yourself or put yourself through much pain just to take a few steps outside of your home in order to reach the church, know in your heart that you are sinning. Why would you deliberately put yourself through so much of discomfort when all you need to rid yourself of any such troubles in life is simply buy a Treppenlift? Apart from being comfortable, Treppenlifte are also faster. While it would normally take you about 3 minutes to travel down an average sized shaft, Treppenlifte does the same job in half that time. This also enables you to spend time in the house of God or in your favorite mode of leisure. The German site http://treppenliftevergleich.de gives us great atlernatives to buy these online at cheap rates.

Not that expensive

If you have refrained from installing a Treppenlift owing to the idea of it being expensive, think twice. Compared to amount of hospital bills it would cost you if any mishap occurs during your climb down the stairs, Treppenlift is surely the more safe and inexpensive alternative. Being mortals, all men can do is take care of their lives, which is surely a gift from the Almighty himself, as best as they can. If you think about it, you will find that Treppenlifte are just a small step that helps you achieve just that.

 

The Connection Between Science And Atheism

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:48

Science never accepts a thing without proper and valid reason; likewise atheism never gives place to any theory that does not have any strong acceptable ground. Atheism celebrities the life of human being they emphasize upon the life of a person and abiding by the rules of religion is not the priority for them. They never entertain the fear of God; even they are not concerned about being the subject of his nuisance. They just believe that human being is the ultimate truth and the time is the esteemed thing that must be valued with regard, sympathy and love. Nothing else should come in between this and nothing should be the priority.

Similarity of atheism and science

Science comes to a conclusion or decision through research and experiments, and atheism accepts a theory with deeper study. They never talks about anything until they are fully acknowledged about the matter. All the atheists are quite knowledgeable and their knowledge will enthrall you. The numbers of atheists are higher in the eastern continent and Asian country like India, Bangladesh. From the very old period the notion is clear to them, few of them believes that God does not exist but a power exists that controls the entire universe. The power does not have any form or shape, and it cannot be touched or seen like the natural element air. Air does exist but we can only feel it, likewise the power does exist that controlling the entire universe to be synchronized. Without the presence of that specific power world can move with such a nice synchronization.

Most of the scientists are atheists

If you are unknown to the fact, it must be mentioned for your acknowledgement that most of the scientists are atheists do not believe upon the existence of God as they cannot see him or feel his existence in the universe. They all accept that a power works but that cannot be the God. And they are trying how they can attribute the power. And a group is also trying to find out whether God really exist or it just a primeval notion that come from the fear of the wrath of nature. The primordial people used to believe that the natural disaster occurred due to the wrath of the God and from that phenomenon they started to worship the God. If you observe the Greek history you will see that they have mainly worshipped the God of nature like Apollo and many more.

Why they decline the existence of God?

The atheists believe upon this theory when it comes to the origin of God, and believe that few people have utilized this sensation of fear and by taking advantage of the simplicity and fear of common people they had created a profession and a way to earn more and more wealth. Hence they deny the presence of God; they think that the fear is the God. If people can eradicate the fear and can live his life up to its full extent only then their purpose of life will be fulfilled.

How Atheism Has Spread In Europe And The Growth Of Atheism

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:48

For a very long period Europe was under the veil of superstition and ignorance, with Renaissance the situation and condition of the continent started to transform. People learned to be inquisitive and started to find the reason behind the time-honored customs and rules of the society as well as of the religion. A whole library of manuscript was written over the subject whether God is present or just a gimmick that was introduced by the power seeking persons who want to deprive the ignorant part of the society in the name of God and with the fear of ultimate judgment. They started to show reason behind their thought and those reasons were inevitably true.

The growing follower of the theory of atheism in Europe

The theories of atheism were not welcomed by European as the fear of the last judgment was in their mind, and even in these modern days people blindly follow the customary rules that were introduced in the ancient times. But slowly atheism is making its own place, the change is quite slow hence it does not come into the notice, but nowadays the numbers of followers of this theory have come into a noticeable stage. And it is said all of them have gained excellence in their own field, the practice of denying the existence of God is not at all easy, and it needs lots of courage and advancement of thought. It’s hard to break through the notion that was implemented in us from our childhood. We are make to trust upon the theory that God is omnipresent and he is gauging our activities and at the very last day of our life our activities will be judged by him, in order to decide our final destination- the heaven or else the hell.

Atheists are far more intelligent than normal people

Hence it can be said that people who are claiming themselves are quite bold and have deeper knowledge about the thing, as to deny the existence of God at first they need to gain knowledge about him. Without knowing properly about God it is not entertained by the theory to deny the existence of God. But they never disrespect God, and it’s impossible to disrespect the thing which does not mean anything to you.

Will the growing number of atheists bring change into the society?

These were the commencing point of atheism, with altering era and time the notion and the reasons are being altered but the fundamental theory remains the same that is the denying of the existence of God. Chronology is the evidence that most of the notable persons were atheists who were able to bring change to the era with their aura of knowledge and reasonability. Hence Europe is looking forward what magic they can bring and what will be the result of the miracle that will benefit the society of the entire continent. They must focus upon the biggest problem of the era and must try hard to bring freedom.

Theism is not abhorrence

Portal Ateu - Fri, 02/20/2015 - 03:47

People who disbelieve upon the conventional theories that are related on the existence of God or people who just deny the existence of the supreme powerful God are known to be aesthetic. The phrase atheism is derived from the Greek word atheos that means without God, that was used to decline the existence of God. In the middle age when people started to become dissatisfied with the exuberance of religion and its negative impact upon the society and the life of normal people they started to desire a world where religion will not shackle the people by the fear of the ultimate punishment. Hence few of them started to deny the presence of the God, but actually they were denying the authority of the priest and their pejorative behavior that was harmful for the society.

Does theism have any negative impact?

Often people believe theism makes people weaker; it confined their thought as the fear of crossing the inscribed theory always deters them. They always live with the fear of being the subject of His wrath, and that’s why they don’t try to cross the boundaries that are embedded by the Voice of the religion. But if you sit with the chronicle of human being you can find that in all ages people have borne with the daring to cross the limited extent. Otherwise the growth that the people of modern era are enjoying and taking advantages of cannot be persuaded. If they remained in the constringent frontier people would still now think that sun spins round the world and thus never attempted to see what is further beyond their familiar area.

What is the root of skepticism?

Religion often makes us craven and the obvious reason is being the subject of curse that will be imposed upon them God, the disbelief upon God often make people courageous. If you learn the history of the aesthetics you will often find that they have passed through really hard time and in the rough course of that journey of life their belief upon the God completely shattered. Ear to They started to believe that there is no invisible sympathetic power who listens to the prayer. They just oppose the thought that God can diminish our sorrow, can eradicate our trouble. The believer of the theory do not start to follow the theories from any certain day, it is the outcome of several days often years grief or study. Only our real life experience or books can change our notion over something. Hence atheism is quite sorted out thought and belief.

Does incredulity means infidelity?

Often people abhor the atheists, normal God believing people have a negative impression about them, and here the problem starts. Most people categorize them as infidel towards the customary norms of society. But these are completely different the person has lost his faith upon God not upon the rules and time-honored customs of the society. Like the normal God-believing people they are also the integral part of the society, they cannot be abandoned or disrespect.

Factos, valores e raciocínio, parte 1.

Diário Ateísta - Fri, 12/07/2012 - 10:48
No seguimento da conversa sobre a homeopatia (1), o Desidério tentou descrever como devemos «pensar sobre problemas morais e políticos»(2). A intenção foi boa. A execução é que não. Concordo que o problema principal é não haver «um tribunal de última instância a que possamos recorrer» para determinar os valores correctos. Os valores são critérios de preferência, necessariamente subjectivos, pelo que é inútil argumentar com quem discorda dos nossos valores assumindo como premissa que os nossos são melhores. Infelizmente, o Desidério ignora as suas próprias recomendações. «Um aspecto curioso do cientificismo é a ideia de que tudo o que não é ciência não tem qualquer interesse nem valor cognitivo. Logo, é irrelevante o conhecimento da história e da filosofia, porque essas coisas não são científicas. A ironia é que quem assim pensa depois raciocina sobre questões políticas e morais à toa, sem qualquer conhecimento do que distingue um raciocínio plausível nestas áreas de um raciocínio ingénuo.»(2)

O Desidério considera que um raciocínio moral que descure a história e a filosofia é ingénuo porque o Desidério dá valor à história e à filosofia. Não dando o mesmo valor à astrologia, por exemplo, o Desidério não considera que um raciocínio moral será ingénuo só por ignorar signos e horóscopos. Mas isto resulta dos valores do Desidério. Se à pessoa hipotética que o Desidério critica só importa “o que é ciência”, ela também não julgará ingénuo ignorar a filosofia. Isto não é um problema no raciocínio. É apenas consequência dos seus valores e, sem um “tribunal de última instância” para estes, não se pode classificar um raciocínio de “ingénuo” só por partir de valores diferentes. Além disso, o Desidério critica um espantalho. Qualquer pessoa dá valor a coisas “que não são ciência”, nem seja ir à casa de banho quando está aflito, dormir descansado e não levar pontapés na cara. O Desidério assume um ser inexistente que só dá valor ao “que é ciência” para concluir que é ingénuo ter valores diferentes dos do Desidério e depois afirma que «temos de levar muito a sério o que as pessoas que estão em conflito connosco realmente pensam». Ao contrário dos valores, que são subjectivos, um raciocínio pode ser objectivamente incorrecto. Este é um bom exemplo disso.

Mais à frente, o Desidério agrava a confusão quando invoca Rawls. Uma forma de conceber a justiça é imaginar que estamos a criar leis e regras morais para uma sociedade antes de saber se vamos nascer ricos ou pobres, rapazes ou raparigas, bonitos ou feios, fortes ou fracos e assim por diante. Esta ideia de Rawls é boa porque, atrás deste véu de ignorância, podemos identificar valores consensuais distintos dos que somos tentados a defender quando já sabemos o que nos calhou. Por exemplo, um rico pode achar que não devia pagar tantos impostos mas, se não soubesse se ia nascer numa família rica ou pobre, provavelmente veria com melhores olhos a redistribuição fiscal. No entanto, a abordagem de Rawls não serve quando os próprios valores estão em causa. Quem gosta mais de arriscar irá preferir uma sociedade com menos redistribuição e mais oportunidades de enriquecimento enquanto que alguém avesso ao risco preferirá mais apoio social mesmo à custa de mais impostos. Esta experiência conceptual de Rawls é boa para identificar os nossos valores mais fundamentais e derivar deles regras sociais mas não serve para resolvermos divergências entre esses valores.

É por isso que esta forma de pensar sobre o problema da homeopatia não serve: «eu não sei se serei como sou — sensato, científico e tudo isso — ou um tresloucado. [...] Fazendo este simples exercício torna-se óbvio que não tem qualquer relevância que os tresloucados realmente sejam tresloucados e não tenham razão [e] a minha preocupação [é que todos se sintam] tão bem nessa sociedade quanto possível, sem prejudicar o outro». Isto pode ser óbvio para o Desidério mas não é consensual. O Desidério prefere uma sociedade onde as pessoas se “sintam tão bem quanto possível” mesmo que vivam enganadas. Eu, pelo contrário, dou mais valor à verdade e prefiro uma sociedade que distinga entre verdade e falsidade mesmo que isso seja desconfortável. Principalmente quando se trata do Estado certificar profissões, que é o que estamos a discutir para a homeopatia. Nesse caso parece-me óbvio que importa saber se estão a certificar algo que é verdade ou as parvoíces de algum tresloucado.

Finalmente, o Desidério alega que «no caso da homeopatia [e] no caso do ensino do criacionismo aos filhos dos criacionistas [não] há conflitos inequívocos de interesses. De uma parte há apenas um interesse vago em excluir da nossa sociedade pessoas de um certo tipo.» Não é verdade. Vender água da torneira como cura ou ensinar disparates a crianças criam conflitos inequívocos entre os interesses de quem o faz e os interesses de quem é enganado. Quanto à treta da exclusão, é outro espantalho. O que está em causa é apenas a sensatez de pôr o Estado a certificar crenças como as da homeopatia ou do criacionismo.

O raciocínio do Desidério não serve para pensar em problemas morais e políticos. Não parte das premissas certas, ataca espantalhos, tem inferências inválidas e contradiz-se, ora chamando ingénuo a quem não dá valor à filosofia do Desidério, ora dizendo que é «é completamente irrelevante o que nós achamos que [os outros] deviam preferir». Mas a pergunta é boa. «Como pensar correctamente sobre conflitos morais e políticos?» Como este post já vai longo e ando atrasado com outras tretas, agora tenho de ficar por aqui. Mas na segunda parte, daqui a uns posts, tentarei responder a esta pergunta.

1- A incompreensão profunda das diferenças cruciais. 2- Desidério Murcho, Saber pensar sobre problemas morais e políticos.

Artigos relacionados:

  1. Economismo, parte 2.
  2. ATEUS, RELIGIOSOS E TASCAS (2.ª parte)
  3. Crime em Informática, parte 2.

Censo Internacional de Ateus

Diário Ateísta - Fri, 12/07/2012 - 10:05

Atenção, tropa! Está havendo uma iniciativa da Atheist Aliance International para contar quantos ateus, agnósticos, humanistas, livre pensadores e não-religiosos existem pelo mundo.

Atheist Census

O interessante é que os ateus do Brasil caíram de cabeça e estão liderando o número de ateus que registraram o voto. Tudo culpa do Paulopes! Não aparecia nem entre os 10 quando ele postou o artigo comentando o censo e agora o Brasil é o primeirão.

Artigos relacionados:

  1. Censo de 2011: quantos infiéis somos?
  2. 2º Encontro Nacional de Ateus vai ser em Fevereiro de 2013
  3. Novo Ateus do Brasil!

Oscar Niemeyer II

Diário Ateísta - Thu, 12/06/2012 - 05:52

Outro “local de fé”, o Casino do Funchal, também idealizado pelo “arquitecto das curvas”. Ao estilo da Catedral de Brasília, embora sem a sua exuberância.

CasinoFunchal

 


Filed under: Religião

Artigos relacionados:

  1. Os velhos
  2. O Drama, o Horror, a Tragédia -II
  3. Ensino de religião

Meh… Eu não assisto TV mesmo…

Diário Ateísta - Wed, 12/05/2012 - 09:59

Saiu uma notícia no Paulopes que vai deixar as donas de casa bem tristes. A Globo tá arranjando uns esquemas aí pra dar mais destaque à Marcha para Jesus no ano que vem em troca de apoio dos pastores na realização de um evento fracassado que ela tá tentando fazer chamado Festival de Promessas.

Pra você ter uma idéia de como é fracassada essa idéia, o primeiro Festival de Promessas feito no ano passado juntou só 20.000 pessoas, sendo que a estimativa era de 200.000.A Prefeitura do Rio teria gasto quase três milhões de reais pra acertar a infraestrutura do local!

Eu não sei se a Globo tá fazendo isso pra apirraçar a Record (que é algo que eu aprovo), ou se ela tá querendo mesmo ter pessoas que gostem de música gospel no perfil de assistintes (É assistintes ou espectadores? Foda-se, se alguém perguntar é um neologismo.) da emissora.

Acho que a Som Livre também tá nessa. Crente não tem gosto próprio e compra o que o pastor manda, o que faz com que a venda de música gospel, apesar do som horrível, seja rentável. Sério, esse pastor deve ser um sádico ou algo assim.

Mas voltando ao assunto, a Globo quer ganhar mais dinheiro em cima dos crentes e por isso você vai ter que assistir mais Marcha para Jesus no Jornal Naconal. Quer dizer, se você quiser assistir TV, né? Porque eu não assisto já faz uns anos.

Artigos relacionados:

  1. Espíritas rodam a baiana por causa de quadro do Fantástico
  2. Meu e-mail é pinico de crente agora?
  3. É MESMO ASSIM

Que vontade de comprar Nike agora…

Diário Ateísta - Wed, 12/05/2012 - 09:44

A Nike fez um comercial que muito vos interessa. Vou deixar com vocês o que foi publicado no Paulopes (sério, o que você tá fazendo aqui se as notícias praticamente são todas de lá? :P )

A Nike acaba de colocar no Youtube anúncio afirmando que “faz tempo que a gente fala que Deus é brasileiro”, mas “grandeza não vem de cima”.

O vídeo mostra Neymar e Anderson Silva (foto), entre outros, para dizer que “a grandeza vem do nosso esforço”, e não de “uma força mágica ao nosso redor”.

Cara, que vontade de gastar quinhentos reais pra comprar tênis que me deu agora! Ui que loucura!

Eu acho que eles estão apelando para o público alvo certo. Quem mais precisa de tênis senão os ateus que vivem fugindo de apanhar dos religiosos? :P

Artigos relacionados:

  1. Meu e-mail é pinico de crente agora?
  2. O Papa sabe qual é a vontade de Deus ?
  3. Agora a culpa é do “mistério”

Aumenta o interesse pelo ateísmo no Brasil

Diário Ateísta - Tue, 12/04/2012 - 09:59

De acordo com o Google Trends, as pessoas estão cada vez mais procurando “ateu” no Google.

O gráfico mostra um crescimento bem sólido pela busca. Sinal de que a gente tá bem na fita, mano!

Leia mais sobre essa notícia no Paulopes.

A propósito, acho que eu vou quebrar o galho e ajudar com algumas das pesquisas feitas no Google:

Uma das maiores buscas envolvendo a palavra ateu é pra saber o feminino de ateu. Já deixo aqui que o feminino de ateu é ateia (rima com colmeia, centopeia… maldita reforma ortográfica que sumiu com o acento!).

O antônimo de ateu é teísta, mas acho a palavra muito cafona. Eu falo que o contrário de ateu é crente, mas pelo jeito eu vou ter que achar um termo melhor porque todo mundo acha que eu falo de evangélico. Não-ateu faz com que o contrário de ateu soe mais negativo… Taí! Gostei!

Sobre as frases de ateus… bem… eu estou fazendo um trabalhinho por fora de tentar juntar frases legítimas, com fontes e essa cacetada toda. Dà um trabalho do caramba e o sistema do WordPress não dá um lugar bacana pra colocar essas frases. Enfim, aguentem firme que cedo ou tarde eu compilo as melhores frases de ateus do Brasil.

Sobre ser ateu, é que nem ser não-ateu, só que sem a ladaínha religiosa. O imposto vem o mesmo tanto, a cerveja desce redonda do mesmo jeito, os lanches do Burger King tem o mesmo sabor… Fazer sexo pode ser um pouquinho melhor mas nada muito significativo… O que muda mesmo é que você precisa saber direção defensiva, pra fugir da Opus Dei e dos Cientologistas, e quando alguém que você gosta acaba morrendo você fica triste e chora ao invés de comemorar que ela vai para o céu.

Sobre agnóstico, é a mesma coisa que ser ateu, só que sem dizer que é ateu. Cria aquela dúvida, sabe? “Será que ele é?” Ajudava a apanhar menos antigamente mas hoje o ateísmo é mais popular e não tem mais tantos “vias de fato” acontecendo.

Artigos relacionados:

  1. Novo Ateus do Brasil!
  2. Os nazis e o desdém pelo ateísmo
  3. O Papa também é guiado pelo Espírito Santo

13 Coisas a se evitar para melhorar o Ateísmo

Diário Ateísta - Mon, 12/03/2012 - 07:43

Este gato é melhor que os outros gatos

Algo bastante interessante que surgiu há algum tempo atrás nos cafundós da Internet americana que pode virar de cabeça pra baixo a maneira como os ateus conversam com as outras pessoas. Coisa pra mudar a maneira como os religiosos nos enxergam e pra melhor!

O segredo está em sumir ou modificar os clichés, os chavões, os jargões e as expressões que os ateus usam o tempo todo. E a gente sabe bem que todo ateu fala do mesmo jeito porque todo ateu acessa os mesmos sites — quem aqui não acessou o Ateus.net alguma vez na vida?

Mas vamos por parte. A história é a seguinte. Christian Phiatt escreveu uma série de artigos chamadas “Clichés Cristãos a se Evitar“. Esses artigos bombaram na Internet, tanto entre os cristãos quanto entre os ateus. Daí, Vic Wang teve a idéia de escrever a série “Clichés Ateístas a se Evitar“, que também fez sucesso. Então eu tive a idéia de chupinhar a idéia dos outros e fazer essa lista em português, levando em conta a nossa cultura.

Então vamos lá.

1. Não diga “Eu não acredito em Deus”

Aparentemente não tem nada de errado com essa expressão. Ela resume bem o fato de que ateus não acreditam em Deus e não teria forma melhor de explicar o que é o ateísmo… se as pessoas entendessem essas palavras do jeito que entendemos.

O negócio é o seguinte: as pessoas não andam com dicionários na mão e tendem a levar tudo na ambiguidade. Vide as discussões sobre a “teoria” da evolução quando trocam o termo cientifico pelo vulgar. As pessoas ficam com certos significados na cabeça que tendem a afetar a percepção daquilo que a gente tá tentando dizer.

A palavra “acreditar” não é só usada no sentido de acreditar na existência de alguma coisa, mas muitas vezes é usada no sentido de “concordar”, “dar suporte”. Uma pessoa pode dizer que “não acredita na pena de morte” e ela não estará dizendo que a pena de morte não exista por aí, mas sim que não concorda com ela.

Isso é importante na nossa frase. Já repararam como várias pessoas ficam irritadas quando alguém diz que não acredita em Deus? Já repararam que algumas tentam retrucar com algo como “você não acredita no amor?” ou algo parecido? Ou lembra quando algum crente diz que “no fundo os ateus sabem que Deus existe mas escolheram rejeitá-lo”? Então.

O que você deve dizer é: “Eu não acho que Deus existe”. Esse termo é muito melhor que o antigo porque:

  1. Diz exatamente a mesma coisa, com mais ou menos o mesmo tamanho de palavras. Ou seja, é tão eficiente quanto a frase anterior.
  2. Faz a gente parecer menos arrogante, o que melhora a nossa imagem e facilita “levar a pessoa para o mau caminho”.
  3. A frase anterior dava a entender subtamente que acreditar em Deus é a posição normal, fazendo os ateus parecerem mais como o grupo “do contra”. Essa daí não. Ela só diz que você não acredita que Deus existe.
  4. Ela bota uma ênfase maior na dúvida, e a dúvida é a maior semente do ateísmo que se pode colocar numa pessoa religiosa. É com a dúvida que você destrói a fé. Melhor que mandar um religioso ir pastar é fazê-lo mandar o padre ir pastar daqui a 5 anos, não acha?

Você pode achar que dizer que “acha” é um detrimento, mas a frase é mais para dizer o que você pensa, não pra sair já chutando a crença do ouvinte. Se ele quiser saber mais o porquê de você achar que deus não existe, aí é que você destrói a fé do coitado. E se o cara não quiser discutir por algum motivo, pelo menos ele não vai te achar um cara chato.

2. Não diga “Fulano perdeu a fé”

Vou resumir bem esta daqui. Ateísmo não deve parecer algo negativo. Vocês viram ali em cima na anterior? Não devemos dar a entender que “ter fé” é o padrão. Muito menos devemos dar a entender que pra ser ateu você precisa perder alguma coisa.

Pensa na gripe. Quando você tá com gripe e depois sara, você diz que “perdeu a gripe”? Coisa ruim não se perde!

É só falar que “Fulano virou ateu” que tá bom. Tentar florear com um “Oh! Perdeu a fé!” só vai fazer a gente parecer mais mal do que já é.

3. Não diga “Fulano realmente acredita em…”

Vamos começar com um exemplo pra poder entender essa bagaça. “Os católicos realmente acreditam que a hóstia e o vinho viram a carne e o sangue de Jesus Cristo!”

O problema é algo que muitos de vocês, que assim como eu já foram de uma determinada religião, vão notar bem fácil. Eu já fui católico e eu nunca acreditei que a hóstia e o vinho realmente viravam a carne e o sangue de Cristo.

Tem gente que acredita, mas convenhamos que a maioria das pessoas normais não acreditam. A maioria dos católicos nem vão na igreja. Ao falar dos católicos que seguem a religião estritamente, você não está conseguindo conversar com o cara que só vai em batizado. Justo ele que é mais fácil de desconverter ou de explicar o que é o ateísmo.

O negócio é dizer que “Fulano alega acreditar” em alguma coisa. Há uma sutileza aí. Você dá a entender que a pessoa fala acredita em alguma coisa mas pode ter alguma dúvida no seu íntimo. O que provavelmente é verdade na maioria dos casos.

Não só fica mais empático, como também faz a alegação soar um absurdo maior ainda. Falando desse jeito, por exemplo, o cristão só alega que acredita na transubstanciação, e que não acredita realmente nisso porque é absurdo demais.

4. Não diga que Jesus nunca existiu

Vamos falar a verdade. Jesus místico é mais improvável que um time de futebol cujos jogadores são 11 ursos com macacos nas costas. Mas isso não quer dizer que não existiu uma pessoa que pode ter dado origem ao mito, certo?

E a Bíblia, ironicamente, não só dá a entender que ele provavelmente existiu como uma pessoa de verdade, como também mostra que ele provavelmente era um charlatão. Sério!

  • A Bíblia diz que o profeta iria se chamar Emanuel. Se Jesus nunca existiu, por que que já não deram esse nome pra ele e engambelaram os judeus também? Porque provavelmente ele se chamava Jesus mesmo, ou algo parecido.
  • A Bíblia fala que ele não podia fazer milagres na cidade natal dele, exceto cura pela fé, que é aquele golpe de encostar em um suposto cego e falar que ele tá enxergando agora. Mas pera lá… Por que que ele não podia fazer milagres em sua cidade natal? Será que o povo de Belém sabia de alguma coisa que a gente deveria saber? Hein? ;)
  • Mateus e Lucas criaram duas estórias estapafúrdias para justificar o fato dele ser um nazareno e ter nascido em Belém, visto que a profecia dizia que o messias nasceria em Belém. Lucas fala de um censo que nunca aconteceu. Mateus fala de uma matança de bebês que nunca aconteceu. Não era mais fácil dizer que ele era de Belém logo?

A Bíblia dá corda pra Jesus se enforcar. Muitos detalhes pra justificar divergências que poderiam simplesmente não ter acontecido se ele era uma invenção completa.

Enfim, dizer que Jesus nunca existiu te impede de usar a própria Bíblia pra provar que Jesus nunca existiu… digo, que Jesus não era Deus.

5. Não cite Lucas 19:27 como prova de que Jesus era violento

Lucas 19:27 diz o seguinte:

E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim.

Tipo, Jesus disse isso, mas ele tava contando uma parábola. Uma parábola bem WTF, mas ele não mandou mesmo matar ninguém. Vai lá ler o capítulo inteiro e você vai ver que, a partir do versículo 11, é uma estória.

Você quer pagar mico? Não quer pagar mico, né? Então presta atenção onde consegue as frases.

6. Não fique zoando o Gênesis

Gênesis é o livro mais conhecido da Bíblia, o mais fácil de zoar e o mais ignorado dos religiosos. Não adianta tentar mostrar que a Bíblia não é um livro confiável fazendo troça do Gênesis porque os próprios religiosos, na maioria das vezes, dizem que é só uma alegoria e que não aconteceu de verdade.

O que você precisa fazer é pegar trechos da Bíblia que as pessoas têm mais dificuldade de dizer que são alegorias, como aquela parte onde Jesus destrói uma figueira por não dar figos fora de época, animais nascendo listrados porque pintaram as cercas do curral, Jesus dizendo que o fim do mundo vai acontecer antes dos 12 apóstolos morrerem…

Aliás, olha só que legal: Sabia que, de acordo com a Bíblia, Jesus entrou em Jerusalém montado em dois burros ao mesmo tempo?

7. Se for pra zoar a Arca de Noé, pelo menos saiba os números

Tá, é difícil não zoar a Arca de Noé. Mas olha só que legal: não só Noé teria colocado um par de cada animal na arca, como ele teria colocado sete pares de todos os animais considerados puros, que são a maioria dos animais. Só os animais impuros é que tinham um par.

Ou seja, só piorou o bagulho.

8. Os livros da Bíblia não foram decididos por votação popular

Todo mundo pensa que a Bíblia de hoje foi decidida no Concílio de Nicéia no século IV. Ledo engano. Os livros da Bíblia mudavam o tempo todo, pelo menos até o Concílio de Trento no século XVI, que inventou essa bagaça de “livros canônicos”. E não foi votação não, foi decreto da Santa Sé.

9. A Bíblia não sofreu traduções demais para se saber o que foi originalmente dito

Muitos falam que de tantas traduções se perderam as mensagens originais, mas o esquema nunca foi o de telefone sem-fio. Geralmente as traduções vinham de uma versão em hebreu do Velho Testamento e de uma versão em grego do Novo Testamento.

Mas isso é bom, porque prova que os apóstolos não podiam ter escrito os evangelhos. Eles falavam aramaico e eram analfabetos. Só Paulo que não era analfabeto, mas ele também não era apóstolo.

10. Esqueça o filme Zeitgeist

O filme é tão chinfrin que praticamente todos os sites de ceticismo já refutaram essa droga de filme. Citou Zeitgeist, pagou mico.

11. Não diga que religião “não faz sentido”

Esse problema é bem parecido com o primeiro. Religião é cheio de umas lorotas sem pé nem cabeça que botam a lógica pra correr. O problema é que se você dizer que religião ou uma alegação religiosa “não faz sentido”, vai soar para os outros como “você não conseguiu entender”.

Sabe quando uma pessoa vê um problema de matemática, puxa os cabelos e grita “Isso não faz sentido!”? Então, é isso que os crentes estão entendendo.

O certo é você especificar melhor qual que é o problema das alegações. O conceito da Trindade, por exemplo, não é que não faz sentido, é que ele é incoerente. Um Deus que ama todo mundo mas manda pessoas pro Inferno, não é que não faz sentido, é que isso é um paradoxo e é antiético.

Ou seja, o problema não é com a gente, não é a gente que não consegue entender. O problema é a religião, que tem essas falhas grandes que nos impede de acreditar nelas.

Decore estas palavras: ilógico, contraditório, ininteligível, falho…

12. Nunca diga que não se pode escolher o que acreditar da Bíblia

Não só os crentes simplesmente fazem isso, como eles precisam fazê-lo. Muitas passagens contradizem muitas outras. Dá até pra apoiar o aborto e a homossexualidade usando a Bíblia.

Além do mais, as pessoas que acreditam na Bíblia e não escolhem a dedo as passagens em que acreditar são os fundamentalistas e a última coisa que eu quero é dar a entender que eles são mais coerentes do que um crente normal.

13. Não reclame quando os cristãos derem a entender que um serial killer pode ir para o paraíso se no leito de morte ele virar cristão

Primeiro, a maioria dos cristãos gostam de pensar que uma pessoa pode se redimir de algo ruim que fizeram, e isso não é exatamente um pensamento ruim a ser cultivado. Se a gente colocar isso de uma maneira secular, uma pessoa que cometeu um erro pode fazer por merecer um perdão.

Dito isso, se for para reclamar, tente reclamar de coisas como a doutrina da salvação irrevogável. Imagina o contrário do exemplo acima: um cristão de repente vira um serial killer e sai por aí matando todo tipo de gente até a morte, sem se arrepender. Pela doutrina cristã, essa pessoa vai pro céu porque já foi cristã e, portanto, salva. Eles até usam isso para justificar coisas como o batismo de crianças. Você pode até fazer perguntas do tipo “Como Hitler era católico, por essa doutrina ele vai para o céu mas pessoas como o Einstein e o Ghandi não vão?” É uma doutrina perversa se parar para pensar, não é?

Artigos relacionados:

  1. 13 Coisas a se evitar para melhorar o Ateísmo
  2. Se Deus existe porque é que acontecem coisas tão más?
  3. E se a Associação Ateísta Portuguesa (AAP) convidasse os católicos para pensarem na fábula de Cristo e nas mentiras fundamentais da ICAR?

Treta da semana (passada): desinformação.

Diário Ateísta - Sun, 12/02/2012 - 16:20
Segundo o Pinto Balsemão, é necessário limitar a “desinformação” na Internet, onde há informações relevantes mas onde também, «misturado com isto tudo, há rumores que nunca são confirmados». Além disso, «As redes sociais vieram agravar este fenómeno”» (1). Achei curioso. O Pinto Balsemão é o presidente da Impresa, detentora de revistas como a Caras (2) e a Activa (3), além da SIC, onde a Maya deita cartas, o que sugere muito pouca exigência e rigor na informação. Defende também que «sejam colocados limites a essa desinformação» e pergunta «Até que ponto devemos ser tolerantes com a intolerância?»

A primeira parte é a hipocrisia costumeira de uma indústria habituada aos monopólios. Era fácil fazer dinheiro com publicações da treta vendendo opiniões escritas à pressa com fotografias de stock para dar cor. Hoje faz-se isso nos blogs, que são de borla e aos montes. O mercado dos posts em revista e televisão está a contrair, prejudicando a empresa do Pinto Balsemão. Mesmo no conteúdo de qualidade, o gratuito tira cada vez mais negócio ao pago. Se bem que seja necessário pagar a um profissional para produzir regularmente, e por encomenda, material de qualidade, há muitos amadores com capacidade e vontade para criar, mesmo que esporadicamente, conteúdos de valor sem cobrar nada por isso. Com milhões desses a um click de distância é difícil competir. Veja-se, por exemplo, o que a Wikipedia tem feito ao negócio das enciclopédias. Quando Pinto Balsemão diz “limitar a desinformação” o que quer dizer é restringir a publicação amadora para limitar a concorrência que esta lhe faz.

A conversa da intolerância tem, basicamente, o mesmo objectivo. «Até que ponto devemos ser tolerantes com a intolerância?» Até ao ponto em que se torne intolerável. Aquém disso, tolera-se. Se alguém for intolerante aos meus posts, tolero perfeitamente que não os leia. Se quiser criticar, escarnecer, troçar ou insultar, que fique à vontade. Tanto me faz. A intolerância só é intolerável se nos impõe algo que não podemos evitar. A censura, por exemplo, é uma forma intolerável de intolerância. Logo por azar, é essa que o Pinto Balsemão defende. «Os cidadãos “que defendem a liberdade de expressão” poderão ser levados a exigir que “sejam colocados limites a essa desinformação”». Queixa-se de que «há dificuldade em saber quem é quem» e defende que «os meios ditos tradicionais mantenham as suas funções de mensageiro de filtrador, de veiculador de opiniões e de ‘aguilhão’ da opinião pública». Ou seja, quer limitar a liberdade de expressão e o direito à manifestação anónima só para combater a tal “desinformação”. Quer impedir que se diga por aí o que ele não quer que se diga. Essa intolerância é que é intolerável.

É verdade que a tecnologia moderna ampliou muito a nossa liberdade de expressão e que essa liberdade exige alguma sensatez para usar de forma proveitosa. Daí se terem agravado problemas antigos como o rumor e a difamação, e terem surgido problemas novos como o dos melgas que enchem caixas de comentários com divagações ininteligíveis ou ladainhas repetitivas. Mas a mesma tecnologia que agrava esses problemas dá a cada um de nós as ferramentas para os resolver. É fácil testar o fundamento dos rumores, desmentir difamações e ignorar ou filtrar o ruído. Em vez de estarmos dependentes do tal “mensageiro filtrador e veiculador de opiniões” do Pinto Balsemão, com um pouco de conhecimento e espírito crítico cada um safa-se bem por si sem precisar que censurem o que quer que seja.

Mas este, é claro, acaba por ser o problema fundamental. A carreira de pessoas como o Pinto Balsemão, quer na política quer à frente de empresas como a que ele lidera agora, seria muito mais difícil com um público informado, céptico e proficiente a topar-lhes a treta. O melhor é colocar já “limites à desinformação” não vá o pessoal aprender a distinguir entre o que é verdade e o que se vende como o sendo.

1- I Online, Pinto Balsemão admite que será necessário "limitar desinformação" da Internet
2- Por exemplo, Irmã de Penélope Cruz pode estar grávida Também pode não estar. Não querem dar azo a rumores infundados.
3- Por exemplo, Kim Kardashian confessa inveja de irmã Kendall Jenner, «Kim Kardashian escreveu, no twitter, que tem inveja relativamente à meia-irmã, Kendall Jenner, que acabou de fazer capa da Vogue Austrália». Claramente, é preciso acabar com esta coisa das redes sociais e deixar as notícias a cargo de profissionais competentes que saibam escolher o que é importante sabermos.

Artigos relacionados:

  1. Treta da semana (passada): na maior.
  2. Treta da semana (passada): espetar para preservar.
  3. Treta da semana (passada): life coaching.

O Universo tem um Propósito?, de Neil deGrasse Tyson

Diário Ateísta - Fri, 11/30/2012 - 23:22
o-universo-tem-um-propositoO Universo tem um propósito? Não tenho certeza. Mas qualquer um que expresse uma resposta mais definitiva à questão, está afirmamndo o acesso a um conhecimento não baseado em fundamentos empíricos. Esta maneira de pensa notavelmente persistente, comum na maioria das religiões e alguns ramos da filosofia

Artigos relacionados:

  1. OVNIs e o argumento da ignorância, de Neil deGrasse Tyson
  2. Em defesa do Big Bang, de Neil deGrasse Tyson
  3. Pois claro que tem de ser um “tratamento especial”!

Convite para um Programa de Índio

Diário Ateísta - Fri, 11/30/2012 - 10:01

Crente é foda. Olha o e-mail que me mandaram anteontem:

Convidamos os amigos da “Ateus do Brasil” para lerem o artigo “Criacionismo X Evolucionismo”, do Prof. Dr. Ruy Carlos de Camargo Vieira, Presidente da Sociedade Criacionista Brasileira no site www.letraseeartes.com.br, site do Projeto LetrasEEARtes, da Escola de Especialistas de Aeronáutica, do Comando da Aeronáutica. Propusemos uma reflexão sobre o tema e convidamos representantes de ambas as partes da questão para manifestarem seu ponto de vista. Apenas o Dr. Ruy compreendeu a proposta e enviou sua contribuição. Ficamos no aguardo de que alguém ofereça uma contrapartida, a fim de que nossos leitores possam, por meio do pensamento crítico, tirarem suas conclusões sobre uma e outra vertente de pensamento.

Agradecemos pela atenção.

Marcelo Menezes

Eu não sei se o Professor de Redação Marcelo Menezes é crente ou não, mas olha… é pra acabar, viu?

O “Professor Doutor” Ruy Carlos de Camargo Vieira é engenheiro mecânico e eletricista. Não adianta dizer que o cara é Doutor que isso não vai ajudar muito porque o assunto é de biologia, geologia, astrologia, etc. Ele é presidente da Sociedade criacionista Brasileira, que é uma entidade que tem o objetivo explícito de provar que a Bíblia está de acordo com a realidade quando tudo aponta para o contrário.

Os caras deixam ele participar e depois ficam tentando convidar cientistas do contra pra participar de um debate científico cujo um dos lados é um bando de tonto tentando mostrar que uma tribo nômade do deserto há 3.000 anos atrás que não sabia nem o que era germe, ou átomo, ou matemática, ou bons modos, ou tomar banho, por algum motivo teria adivinhado como o universo surgiu.

Não existe pensamento crítico no criacionismo. Criacionismo é um bocó olhando pras coisas da natureza e falando “humm… eu não sei como isso surgiu… parece complicado… então deve ter sido Deus que fez…”. Que ciência tem nisso?

E querem convidar cientistas pra debater com ele. É o mesmo que tentar convencer o Thiago Lacerda a contracenar numa peça teatral com o Zé Limbão, morador de rua da cidade de Brejo Alegre. Quem que vai sair ganhando com isso? O Thiago Lacerda que não. Se for pra foder com os cientistas, pelo menos convida pra jantar num restaurante e leva umas flores, né?

E o referido texto do “Doutor”? É basicamente isso: “Olha, o criacionismo não é científico mas o evolucionismo também não é porque eu não entendo patavinas de biologia”. Ah, me poupe! Eu não tenho tempo pra essas coisas… Eu tô ocupado tentando zerar Borderlands 2 com Gaige ainda.

Quem quiser participar, tá aí o e-mail e o site. Eu até ia dizer que os caras não parecem ser criacionistas, mas se foram bestas o suficiente pra deixar o presidente da Sociedade Criacionista escrever um texto então não deve ser lá um ambiente de qualidade.

Artigos relacionados:

  1. A morte de Jon Lord e um “a propósito” para os ateus
  2. Escolas cristãs recusam programa de vacinação
  3. Igreja Mundial usa de politicagem para sumir com rua de São Paulo

Nem tudo está perdido. Tem gente que entende.

Diário Ateísta - Thu, 11/29/2012 - 03:53

Taí uma notícia que me deixou feliz:

Bispo manda tirar santos de praça para não ofender outros credos

O bispo dom Bruno Pedro, de Ji-Paraná, em Rondônia, mandou que a Igreja Sagrada Família, em Cacoal, tire seis estátuas de santos da praça pública que lhe circunda, para que as pessoas de outros credos não se sintam ofendidas.

Esse bispo aí entende a diferença entre igreja e governo. Ele sabe que existem outros credos e que merecem respeito por igual. Tivessem mais bispos e padres como ele, talvez a Igreja Católica estivesse com mais fiéis.

(Cara, eu espero que ele não seja pedófilo… Sempre fico com medo de elogiar alguém da Igreja Católica por causa disso…)

Artigos relacionados:

  1. Dois feriados (2)
  2. Serviço público religioso
  3. Coisas que irritam os piegas como eu (2) ou De como há entidades que recebem tudo e nunca dão nada

Não existe crente em avião decolando

Diário Ateísta - Mon, 11/26/2012 - 09:57

Cada notícia que me aparece…

Passageiro se recusa a parar de orar, e avião teve de pousar

Na quinta-feira à noite um avião que voava de Denver para Washington DC, nos Estados Unidos, teve de fazer pouso de emergência porque um passageiro se recusou a parar de rezar em voz alta no corredor.

De início, a tripulação e os demais passageiros temeram que pudesse ser o ritual de um provável atentado. O Boeing 757 da United Airlines foi escoltado por um jato militar.

O passageiro da oração foi detido no aeroporto e levado para depor em uma delegacia. Provavelmente ele sofre de problemas psiquiátricos. Não foi divulgada a sua religião.

Enquanto os crentes reclamam que não existe ateu em avião caíndo — uma discussão que é bem besta, visto que não existe avião movido à Ave-Maria — o povo não tá gostando de gente rezando durante as decolagens não. Já perceberam que só religiosos é que explodem aviões.

Se eu entro num avião e antes de decolar neguinho começa a rezar alto, eu já vou correndo pra porta de emergência. Eu que não quero fazer parte de atentado terrorista! Antes vivo do que mal acompanhado.

Artigos relacionados:

  1. FAQ: “Tive uma experiência que me prova que Deus existe.”
  2. Meu e-mail é pinico de crente agora?
  3. «Provavelmente Deus não existe»
Syndicate content